Joseph Gordon-Levitt volta ao cinema e estrela três longas em 2020

Depois de anos se dedicando ao seu projeto multimídia Hit Record, o ator, diretor, roteirista e multitalentoso Joseph Gordon-Levitt volta ao mundo do cinema com não apenas um, mas três longas inéditos em 2020.

Sua última aparição de destaque no cinema foi em 2016 em Snowden, do diretor Oliver Stone. Desde então o ator vem fazendo participações em longas de sucesso, mas sempre muito pequenas. Como as parcerias com o diretor Rian Johnson, que o convida para papeis em todos os seus longas, mesmo que pequenos, como nos casos de Entre Facas e Segredos e Star Wars: Os Últimos Jedi.

Mas este ano o astro de 10 Coisas Que Eu Odeio em Você volta com papeis relevantes e protagonistas em três novas produções.

A primeira delas é 7500, um longa de suspense onde o ator interpreta um piloto de avião. Na história, o piloto é morto e Tobias (personagem de Gordon-Levitt) precisa salvar o avião e todos a bordo. Dispondo apenas das imagens de câmera do corredor do avião e da sala de comando, o ator está sozinho em cena boa parte do filme, fazendo seu (já habitual) show de um homem só.

O longa está disponível na Amazon Prime.

Em agosto chega à Netflix Power, longa de ação estrelado por Gordon-Levitt e Jamie Foxx.

“Power” narra a história do surgimento de uma droga misteriosa que ativa em seus usuários diferentes superpoderes por cinco minutos. Os efeitos de tal substância são desconhecidos, sendo que alguns desenvolvem uma pele à prova de balas, invisibilidade ou super força. Outros apresentam uma reação muito mais perigosa. Quando a nova droga faz com que a criminalidade nas ruas de New Orleans dispare, um policial (Joseph Gordon-Levitt), uma jovem traficante (Dominique Fishback) e um ex-soldado com sede de vingança (Jamie Foxx) decidem usar fogo contra fogo, tomando a pílula para conseguir encontrar e deter seus fabricantes.

O elenco ainda tem o brasileiro Rodrigo Santoro.

Power estreia dia 14 de agosto na Netflix.

E em novembro, também na Netflix, estreia The Trial of the Chicago 7, do diretor e roteirista Aaron Sorkin, com elenco encabeçado por Eddie Redmayne e Joseph Gordon-Levitt.

Vencedor do Oscar de roteiro por A Rede Social, Sorking escreve e dirige a história baseada na enorme onda de protestos gerados durante a Convenção Nacional Democrata de 1968, em Chicago. Creditado como um forte candidato a prêmios, o longa deve estrear no fim deste ano, visando concorrer nas principais premiações.

Inicialmente previsto para estrear nos cinemas em outubro, o filme chega na Netflix em novembro depois de ser comprado pelo streaming das mãos da Paramount. O longa conta a história real de um grupo de ativistas importantes, que protestavam contra a Guerra do Vietnã durante a Convenção Nacional do Partido Democrata, em Chicago, no ano de 1968 – quando foram detidos pela polícia. Acusados de conspiração e incitação ao tumulto, os sete se tornaram o centro de um debate na sociedade americana sobre os limites do direito de protesto e do uso da força policial para conter situações potencialmente tumultuosas.

The Trial of the Chicago 7 deve estrear em novembro na Netflix

The Trial of the Chicago 7

Com uma carreira consolidada em Hollywood, Joseph Gordon-Levitt foi revelado na série 3rd Rock From The Sun e já foi indicado duas vezes ao Globo de Ouro (por (500) Dias Com Ela e 50%) e estrelou longas de sucesso como O Cavaleiro das Trevas Ressurge, Looper e A Origem, além de escrever e dirigir o simpático Como Não Perder Esta Mulher, com Scarlett Johansson e Julianne Moore.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: