Por que ‘A Vizinha da Mulher na Janela’ é melhor que as produções que satiriza? – SEM SPOILERS

Ao abusar do absurdo, série da Netflix se mostra melhor que os filmes, séries e livros que se propõe a satirizar

A Mulher no Trem e A Garota na Janela são apenas alguns dos exemplos de histórias que vem fazendo sucesso nas páginas dos livros e nas telas. De maneira geral, retratam a vida de uma mulher à beira da depressão que tem problemas com álcool e, incapaz de ter uma vida própria, passa os dias testemunhando as vidas de quem está à sua volta e, verdadeiro ou não, acaba por testemunhar um crime.

Sim, o plot é sempre muito parecido e se repete nos demais livros de Paula Hawkins, (Em Fogo Lento, por exemplo), autora de A Garota no Trem. Desnecessário dizer que para muitos o que temos em mãos é basicamente a história de uma “dona de casa desocupada que se mete na vida dos outros”. Esta constatação é de um dos personagens de A Vizinha da Mulher na Janela, a série da Netflix que se propõe a satirizar as histórias do gênero. E não poderia ser mais certeira.

*O Pausa Dramática é um site independente sem vínculos ou patrocínios. Nos ajude a permanecer no ar: compartilhe este post em suas redes e siga nossos perfis no InstagramFacebook e Twitter.

LEIA MAIS

#comentáriosliterários – A Garota no Trem, de Paula Hawkins

10 filmes recentes adaptados de livros pra você assistir em streaming

Confira os lançamentos dos streamings em fevereiro

Na série da Netflix, Anna (Kristen Bell) é uma mulher que após uma tragédia pessoal não conseguiu se recuperar e passa os dias trancada em casa, com fobias e a companhia de comprimidos e bebida. A vida de Anna se resume a observar a vizinhança pela janela, até que ela, claro, testemunha um crime que pode ou não ter acontecido.

Mas o grande diferencial da série é justamente abraçar o absurdo do enredo, pincelando a história com acontecimentos insanos até mesmo pra mente descontrolada de Anna. Será que podemos mesmo confiar no que estamos vendo?

Desde as circunstâncias da morte de sua filha até o desfecho inacreditável desta história, não temos certeza de nada. Será que Anna não está inventando tudo o que vê? É tudo tão absurdo para ser verdade. Mas, ao mesmo tempo, não o são todas estas histórias? Então, já que é para ser absurdo, vamos abraçar o absurdo e dormir com ele! E é justamente por isso que A Vizinha da Mulher na Janela se mostra muito melhor que o irregular A Garota no Trem e, com seu humor peculiar, mais interessante que o tenso A Mulher na Janela.

ATENÇÃO, APÓS O TRAILER ABAIXO EXISTEM SPOILERS DO FINAL DA SÉRIE

Quando descobrimos quem é na verdade o culpado pelo crime que Anna testemunhou, a descoberta é tão absolutamente insana que parece inacreditável. Será que é verdade ou que Anna está imaginando? Será que as mortes da esposa de Neil e da professora da menina não foram simplesmente acidentais e o assassino não era na verdade Buel e Emma estava apenas tentando proteger o pai? Ou será que não era Anna? Ou mesmo Neil, culpado dos crimes do passado e do presente? Anna tinha histórico de delírios e perda de memória. O que vimos em cena pode muito bem ser uma distorção dos fatos criada pela sua mente para esconder a verdade.

FAÇA PARTE DO GRUPO DO WHATS DO PAUSA DRAMÁTICA E RECEBA DICAS E CONTEÚDO DIRETO NO SEU CELULAR

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: