O #OscarsSoWhite de 2016 é também o Oscar do empoderamento feminino

Sim, muito vem se falando sobre o preconceito no Oscar 2016. E ele está lá, isso é fato. Protagonistas negros sem indicação e Carol A Garota Dinamarquesa, filmes-símbolo da diversidade elogiados em outras premiações ficaram de fora da categoria principal.

Porém, ao mesmo tempo, nota-se este ano um grande crescimento do empoderamento feminino no cinema: dos quatro indicados a melhor filme, quatro trazem protagonistas femininas independentes (em maior ou menor grau). Claro que, em compensação, os outros quatro indicados a melhor filme praticamente não têm mulheres no elenco…

Veja a lista completa dos indicados ao Oscar 2016

Em seus discursos ano passado, Jennifer Lawrence, Charlize Theron e Patricia Arquette (por exemplo), gritavam que mulheres também mereciam papeis de destaque no cinema, não serem apenas meros pares românticos ou dependentes de maridos.

Pois o que se vê este ano é um cenário bem diferente do ano passado. Além dos quatro filmes na categoria principal, outros três na categoria de atuação trazem a mulher como centro da trama, sem depender do homem que está ao seu lado.

brie-saoirse-rachel

Brie Larson, Saoirse Ronan e Rachel McAdams

Em primeiro grau, filmes como O Quarto de JackBrooklyn que colocam as mulheres interpretadas por Brie Larson e Saoirse Ronan como protagonistas sem dependerem de um papel masculino. Em O Quarto de Jack é ela a responsável pela criação e salvamento do filho, sozinha. E em Brooklyn é a irlandesa interpretada por Ronan o centro absoluto do filme; e quando parece que ela deve escolher entre dois homens, a verdade é que ela precisa escolher entre duas vidas diferentes, eles apenas calham de estarem envolvidos. Em momento algum o romance se torna o foco principal de sua vida.

Já em Spotlight, a personagem de Rachel McAdams é a única mulher na equipe de cinco jornalistas responsáveis pela investigação contra a Igreja Católica. Mesmo cercada por homens (bonitos ou não), o interesse amoroso sequer aparece na trama. O que seria impensável alguns anos atrás. Como assim uma mulher trabalha só com homens e não existe um só diálogo referente a querer ficar com algum deles? Em Mad Max é exatamente a mesma situação: a Furiosa de Charlize Theron é  independente e auto-suficiente e, o fato de estar cercada de homens e um deles se tornar seu grande aliado, não significa de modo algum um interesse amoroso.

charlize-jennifer

Charlize Theron e Jennifer Lawrence

Quando se pensa que Jennifer Lawrence e Bradley Cooper estão novamente juntos em cena em Joy, é quase automático pensar que formam um casal. Errado. Ele está lá, dá apoio moral, e só. Joy é talvez o maior representante do girl power no Oscar 2016. A personagem de Lawrence não só dispensa os homens à sua volta, como os enfrenta cara a cara. Tem a ajuda do ex-marido e do pai, sem dúvida, mas o mérito é todo seu.

kate-alicia

Kate Winslet e Alicia Vikander

Se pensarmos ainda em Steve JobsA Garota Dinamarquesa, veremos protagonistas que, embora “trabalhem” para homens nos filmes, são independentes e senhoras de si. Kate Winslett em Steve Jobs vai muito além de uma mera assistente, é protagonista daquela história tanto quanto ele. E Alicia Vikander em A Garota Dinamarquesa demonstra um amor pelo personagem de Eddie Redmayne que transcende o amor carnal homem-mulher, vai além disso e a coloca como testemunha atuante em uma história de encontro consigo mesmo.

Claro que Carol, em se tratando de um romance entre duas mulheres, também figuraria como bom exemplo. Cate Blanchett e Rooney Mara encarnam duas mulheres que “não precisam de homens”, que vivem suas vidas sem eles ou tendo-os apenas como apêndices ilustrativos que, às vezes, interferem em suas vidas. Os homens novamente não são o centro da história.

blanchet rooney

Cate Blanchett e Rooney Mara

Não deixa de ser irônico que, no mesmo ano que o Oscar peca pela falta de diversidade (racial e sexual), seja tão explícito o crescimento do poder feminino nas histórias contadas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s