Resumão Oscar 2017 – nossas rápidas impressões sobre alguns dos indicados

Pela primeira vez vamos dar aqui um resumão curti de nossas impressões sobre alguns dos filmes indicados ao Oscar. Vários deles possuem resenha aqui no site e, quando for o caso, se você quiser ler a resenha completa basta clicar no título 😉

Para ver a lista completa dos indicados CLIQUE AQUI.

La La Land (14 indicações)

O musical de Damien Chazelle é mágico e sonhador. Toca fundo nas pessoas que ainda são românticas e ainda acreditam em correr atrás dos seus sonhos. Tecnicamente é impecável.

A Chegada (8 indicações)

Mais um drama de uma mulher que um filme de ETs, A Chegada surpreende do início ao fim por sua trama inteligente e seus silêncios poéticos. Um dos melhores entre todos os indicados.

Moonlight (8 indicações)

O superestimado drama pessoal do diretor Barry Jenkins pesa a mão na monotonia e preenche todos os requisitos da fórmula para o Oscar: história pessoal, superação, preconceito… é bom, mas não merecia tanto.

Lion (6 indicações)

A belíssima história do menino indiano em busca de suas origens seria perfeita, não carregasse a mão no dramalhão. Daqueles filmes feitos pra emocionar, com interpretações magníficas de Nicole Kidman e Dev Patel.

Manchester À Beira Mar (6 indicações)

Manchester é um drama pesadíssimo onde não há redenção. Seu protagonista é deprimido e deprimente e ainda assim consegue entregar uma linda história sobre como não conseguimos superar traumas do passado.

Um Limte Entre Nós (4 indicações)

A peça adaptada para o cinema peca pelo excesso de egocentrismo de Denzel Washington, protagonista e diretor. Sua verborragia descontrolada deixa o espectador zonzo e permite que somente ele seja o destaque.

A Qualquer Custo (4 indicações)

Um faroeste moderno, A Qualquer Custo merece méritos principalmente pela força de seus protagonistas. Um filme político onde a mensagem “somos contra o sistema capitalista” é a grande protagonista e que no final acaba defendendo a justiça com as próprias mãos.

Estrelas Além do Tempo (2 indicações)

Outro dos melhores entre os indicados a melhor filme, Estrelas Além do Tempo é daqueles filmes de deixar a gente pra cima com vontade de mudar o mundo. A história real das três mulheres negras que nos anos 60 enfrentaram o preconceito e trabalharam dentro da Nasa é simplesmente incrível do início ao fim.

Animais Fantásticos e Onde Habitam (2 indicações)

JK Rowling sabe fazer dinheiro como ninguém. Ao criar as aventuras de Newt Scamander e expandir o universo Harry Potter nos cinemas, a autora e agora roteirista entrega uma aventura divertida, rápida e ágil, ainda que com alguns defeitos.

Florence: Quem É Esta Mulher? (2 indicações)

Baseado numa história real, o longa conta a vida de Florence Foster Jenking, uma péssima cantora que mesmo assim conseguiu fazer sucesso. Meryl Streep não merecia ser indicada por seu trabalho, que parece um genérico de Julia Child e o filme cansativo é completamente dispensável.

Kubo e as Cordas Mágicas (2 indicações)

A melhor animação do ano, Kubo conta em um visual deslumbrante uma história sobre perdas, morte e perdão como filme algum jamais conseguiu.

Moana (2 indicações)

Uma animação bonitinha da Disney, Moana encanta mais pelo visual que por sua história, nada original, e por seus personagens, que beiram o irritante. Se já falamos de egocentrismo aqui, mais uma vez ele é defeito num filme. Desta vez falta tela para o ego de The Rock.

Rogue One: Uma História Star Wars (2 indicações)

Se Episódio VII conseguiu ser incrível e trazer à de volta toda a magia de Star WarsRogue One é apenas eficiente. Cumpre seu papel de contar uma história “entre” as histórias dos filmes mas não chega a ser memorável (ou necessário).

Zootopia (indicado a melhor animação)

Provável vencedor da categoria, Zootopia é outra animação certinha da Disney que peca pela falta de originalidade. A já manjada história do bad cop/good cop é  transportada pra uma cidade de animais com visual bacana e personagens interessantes.

Elle (indicado a melhor atriz – Isabellle Huppert)

O longa francês carrega demais nas cores dramáticas e acaba carecendo de tensão ao contar a história de uma mulher problemática numa interpretação magnífica de Huppert.

Animais Noturnos (indicado a melhor ator coadjuvante – Michael Shannon)

Uma das grandes faltas na categoria principal, Animais Noturnos é estarrecedor, talvez o melhor filme de 2016 e muito disso se deve à força de seus atores. Merecia mais indicações.

Mulheres do Século 20 (indicado a melhor roteiro)

Outro filme  que estava em muitas previsões de levar diversas indicações mas acabou só com uma, Mulheres do Século 20 é linear e certinho ao contar a história de uma mãe com um filho adolescente que cresce em uma casa basicamente habitada por mulheres nos anos 70. Certinho ao ponto de ser entediante.

Ave, César! (indicado a melhor direção de arte)

Mais uma promessa que naufragou, Ave, César! tinha tudo para ser um filme incrível com suas ótimas cenas homenageando o cinemão americano dos anos 40 e 50. Mas sua parte política é chata e arrastada, cortando o ritmo do filme e transformando ele todo num exercício de paciência.

Esquadrão Suicida (indicado a melhor maquiagem)

O filme de vilões (que deixam de ser vilões) é basicamente o que é todo filme de super-heróis: ação, efeitos, piadas, pancadaria, salvar o mundo. Não é ruim, mas não chega a ser bom.

Doutor Estranho (indicado a efeitos visuais)

A mais “diferentona” das aventuras da Marvel é mágica a níveis psicodélicos, mas no fim das contas soa como um grande mexidão de elementos que a gente já viu em outros filmes.

Mogli (indicado a efeitos visuais)

Sim, o visual é o forte deste filme que já como animação não possuía muita história. Seus animais em CGI são majestosos e realistas, melhores atores que muita gente de carne e osso. E isso vale o filme que merecia mais mérito e mais indicações.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s