Disney aposenta o Premiere Access e testa novo formato de lançamento

*O Pausa Dramática é um site independente sem vínculos ou patrocínios. Nos ajude a permanecer no ar: compartilhe este post em suas redes e siga nossos perfis no InstagramFacebook e Twitter.

Muita gente torce o nariz na hora de pagar os R$69,90 adicionais que a Disney cobra dos assinantes para ver alguns lançamentos, como aconteceu com Jungle Cruise, Cruella, Raya e o Último Dragão ou Viúva Negra (embora não achem nada ruim de pagar mais do que isso para ir ao cinema ver o filme apenas uma vez: um combo ingressos duas pessoas + pipoca em qualquer cinema do Brasil custa mais do que isso. E sem falar em estacionamento, gasolina, gente mal educada…). E a Disney parece que está repensando a estratégia.

Seja por conta da reclamação dos assinantes e dos fãs ou do processo que Scarlett Johansson está movendo contra o Mickey porque seu filme não estreou exclusivamente nos cinemas, a Disney vai aposentar de vez o Premiere Access e testar um novo formato, semelhante ao do HBO Max.

LEIA MAIS

Veja os pôsteres de Free Guy homenageando grandes jogos de videogame

Deadpool reage a trailer de ‘Free Guy’. Novo longa de Ryan Reynolds estreia em agosto

Prepare o bolso: novo streaming da Disney, Star+ vai custar R$32,90 no Brasil

Explicando o final de ‘Loki’

Depois do novo Capitão América: veja 7 novos Vingadores que mal podemos esperar pra conhecer

Veja o calendário completo da fase 4 da Marvel

O novo formato seria um experimento, conforme comentou o CEO da Disney, Bob Chapek. Segundo o executivo, a ideia é ampliar a retomada que já acontece em parques e outras atrações da marca, com um modelo que privilegie o cinema, mas que não deixe o streaming tão atrás assim. A fala também dá a entender que a dinâmica pode mudar, ainda que a informação seja taxativa quanto ao abandono do modelo do Premier Access.

A estratégia é simples: os filmes chegarão ao Disney+ para todos os assinantes 45 dias após a estreia nos cinemas. Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis, que estreia em 03 de setembro, será lançado primeiro nos cinemas e chegará à plataforma 45 dias depois, sem cobranças para os usuários. Ainda não se sabe se o formato estará disponível também no Brasil.

O primeiro indício de que o Premier Access estava sendo repensado, entretanto, veio com o lançamento de Free Guy: Assumindo o Controle, que estreia na amanhã no Brasil. Mas ainda não se sabe se esta nova dinâmica valerá para ele. É mais provável que por aqui Free Guy seja um dos chamarizes da estreia do Star+ no próximo dia 31, já que seu conteúdo é mais “adulto” que os do Disney+ por aqui.

Free Guy: Assumindo o Controle

O HBO Max vem usando o formato de uma janela menor desde seu lançamento no Brasil. Longas como Em um Bairro de Nova York, Mortal Kombat e Space Jam: Um Novo Legado chegaram aos streaming 35 dias após suas estreias no cinema.

COM INFORMAÇÕES

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: