Será que as comédias românticas estão de volta?

Reviravoltas, casais apaixonados, clichês e final previsível… será que o gênero que a gente tanto ama está voltando?

Quem, assim como eu, cresceu nos anos 90 sendo fã de cinema com certeza assistiu à muitas comédias românticas. Afinal a década foi o auge do gênero que teve Meg Ryan, Sandra Bullock, Julia Roberts e Jennifer Lopez como suas estrelas.

De filmes que se tornaram clássicos como Um Lugar Chamado Notting Hill, Quatro Casamentos e um Funeral, O Casamento do Meu Melhor Amigo, Enquanto Você Dormia, Sintonia de Amor e Harry e Sally: Feitos um Para o Outro a tantos outros que a gente não cansa de ver e rever como 10 Coisas Que Eu Odeio em Você, Louco Por Você, Ela é Demais, Simplesmente Amor e uma lista apaixonante (que já publicamos AQUI) que vai longe, as nossas amadas romcoms pareciam ter perdido seu lugar num mundo abocanhado pelo cinema de super-heróis e pelo ceticismo, e dá pra dizer que a última grande produção do gênero tenha sido Podres de Ricos em 2018.

RESPONDA NOSSA PESQUISA SOBRE O OSCAR!

Com raras exceções, a década de 2010 trouxe pouquíssimos longas do gênero, como Amizade Colorida, Larry Crowne ou Como Não Perder Esta Mulher, que traziam os elementos clássicos das romcoms:

  1. Um casal bonito/cativante/simpático
  2. Os coadjuvantes engraçados
  3. O texto inteligente
  4. As citações a ícones (geralmente ícones pop)
  5. O draminha
  6. A cena fofa/marcante
  7. O elemento inusitado (pra história)/a dificuldade do romance
  8. O break-up
  9. A trilha sonora
  10. O beijo/acerto final (geralmente em público)

No cinema

Mas eis que alguns filmes vêm demonstrando que o gênero pode até ter morrido, mas passa bem. E que a década de 2020 pode trazer um revival das histórias com twists interessantes e contemporâneos até mesmo no formato de séries.

Um Crush Para o Natal

A Netflix vem nos presenteando com exemplares muito agradáveis e até mesmo surpreendentes (dentro do que uma clássica romcom consegue ser surpreendente), como Amor Com Data Marcada e Um Crush Para o Natal. Este segundo talvez a primeira grande comédia romântica com protagonistas gays do cinema.

Outros exemplos recentes que também trazem elementos diferentes para o gênero são Palm Springs, Cinderella (da Amazon), A Galeria dos Corações Partidos, Alguém Avisa? (este com casal lésbico), Fada Madrinha e The Christmas Setup (também com casal gay).

A Galeria dos Corações Partidos

E este ano uma das rainhas do gênero está de volta com Case Comigo, um exemplar do gênero com todos os clichês possíveis e, por isso mesmo, uma delícia.

A grande diferença das romcoms modernas é que hoje a mulher não é apenas uma coadjuvante apaixonada, seu único objetivo não é casar. Hoje ela é bem sucedida, feliz, independente. Quer uma companhia, mas sua vida não gira ao redor disso. Em Case Comigo, por exemplo, J. Lo é uma estrela da música conhecida mundialmente (lembra muito Notting Hill na história da estrela que se apaixona pelo desconhecido).

Case Comigo

Em Fada Madrinha e Cinderella, por exemplo, não existe nem a esperada união do casal no final. As protagonistas conseguem seu companheiro sim, mas se vão casar com eles é outra história. Elas têm outras prioridades: são mães solteiras preocupadas com os filhos ou querem ser empreendedoras antes de casar.

E, claro, finalmente o público LGBT tem as suas próprias romcoms! Com raríssimas exceções nas décadas passadas, como Um Toque de Rosa, tínhamos que nos conformar em ser o amigo engraçado dos protagonistas (como em O Casamento do Meu Melhor Amigo, O Diabo Veste Prada ou Quatro Casamentos e um Funeral), mas agora temos nossos próprios casais lutando para ficar juntos! Um Crush Para o Natal e Alguém Avisa? são deliciosamente clichês, bem como devem ser.

Até mesmo o cinema nacional entrou na onda com Eduardo e Mônica, a versão para as telonas da música do Legião Urbana que tem tudo que o gênero pede. LEIA NOSSA RESENHA

*O Pausa Dramática é um site independente sem vínculos ou patrocínios. Nos ajude a permanecer no ar: compartilhe este post em suas redes e siga nossos perfis no InstagramFacebook e Twitter.

Eduardo e Mônica

Nas séries

No mundo das séries também parece que o gênero está voltando.

Alguns anos atrás tivemos a série adaptada de Quatro Casamentos e Um Funeral, que trazia um novo grupo de amigos apaixonados novamente às voltas com os acontecimentos do título. Desta vez a protagonista era uma americana negra que vai para Londres se encontrar com amigos da faculdade.

FAÇA PARTE DO GRUPO DO WHATS DO PAUSA DRAMÁTICA E RECEBA DICAS E CONTEÚDO DIRETO NO SEU CELULAR

The Baker and The Beauty

Outra delícia de série que é um excelente exemplar das romcoms clássicas é The Baker and The Beauty. Adaptada de uma série árabe, a produção americana traz um padeiro simples de Miami que acaba se envolvendo “sem querer” com uma supermodelo internacional e… bom, você consegue imaginar o resto.

Nas produções nacionais, a ótima Desjuntados também é uma grata surpresa do gênero, mostrando que o Brasil sabe sim fazer comédia romântica.

Desjuntados

Onde assistir

  • Amor Com Data Marcada (Netflix)
  • Um Crush Para o Natal (Netflix)
  • Palm Springs (não disponível em streaming)
  • Cinderella (Amazon Prime)
  • A Galeria dos Corações Partidos (HBO Max)
  • Alguém Avisa? (HBO Max)
  • Fada Madrinha (Disney+)
  • The Christmas Setup (não disponível em streaming)
  • Case Comigo (nos cinemas)
  • Quatro Casamentos e um Funeral – a série (Globoplay)
  • The Baker and The Beauty (Globoplay)
  • Desjuntados (Amazon Prime)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: