‘Uncoupled’ e o retrato honesto do gay de 40 anos na Netflix

Hoje, ao ver os dois primeiros episódios de Uncoupled na Netflix eu fiquei chocado com o retrato honesto que a série traz de um personagem basicamente esquecido pela mídia: o gay de mais de 40 anos.

Estrelada por Neil Patrick Harris e criada por Darren Star (de Sex and The City) e Jeffrey Richman (de Modern Family), a série conta a história de um homem que, sem mais nem menos, leva um pé na bunda do companheiro de 17 anos e se vê sozinho quase aos 50.

Trazendo como estrela um tipo que raramente vemos em filmes ou séries (quando foi a última vez que você viu um filme, série ou livro estrelado por um gay de mais de 40 anos?) a produção coloca em evidência um problema muito comum: a invisibilidade destes homens.

Sufocados em um mundo de aplicativos dominados por zoomers e millennials obcecados pela última rainha do pop que surgiu ontem, por dancinhas do tiktok e que sequer sabem quem é Cher ou Madonna, estes homens se tornam, como diz o personagem, “dinossauros” num mundo que eles não entendem mais e que também não os entende. Imagino para quem é solteiro, tentar encontrar alguém nos aplicativos com mundos tão diferentes que não são compartilhados.

LEIA MAIS

Mês do orgulho LGBT+. Confira 10 filmes recentes para curtir em streaming

LGBTfobia NÃO É OPINIÃO

Globoplay estreia série documental sobre representação LGBT nas novelas

A história do cinema LGBTQIA+ em Hollywood através de filmes

Julia Roberts está pronta para destruir outro casamento na comédia romântica ‘Ingresso Para o Paraíso’ ao lado de George Clooney

Será que as comédias românticas estão de volta?

#listadefilmes – as 50 comédias românticas mais bacanas do cinema

12 filmes americanos passados na Itália pra você entrar no clima de ‘Casa Gucci’

Netflix traz a comédia romântica de Natal LGBT que todos esperávamos

Paul Rudd é eleito o homem mais sexy do ano pela Revista People – confira 10 produções marcantes da carreira do ator

Gosta de comédia romântica? Então você PRECISA assistir “The Baker And The Beauty”

*O Pausa Dramática é um site independente sem vínculos ou patrocínios. Nos ajude a permanecer no ar: compartilhe este post em suas redes e siga nossos perfis no InstagramFacebook e Twitter.

FAÇA PARTE DO GRUPO DO WHATS DO PAUSA DRAMÁTICA E RECEBA DICAS E CONTEÚDO DIRETO NO SEU CELULAR

Quando, no início dos anos 2000, assistíamos Queer as Folk, adorávamos e nos víamos naqueles personagens. Este ano, quando fomos empolgados assistir à nova versão, ficamos absolutamente decepcionados, pois a série, tão preocupada com a representatividade, não tem sequer um personagem da nossa faixa etária, que viu a antiga temporada e sabe que série foi aquela e qual a importância dela.

Então, finalmente poder se ver na tela da TV, em tempos tão importantes para a representatividade, é bastante satisfatório. Até porque o próprio Neil Patrick Harris faz parte deste mundo, do gay mais velho vivendo em um mundo de jovens obcecados por coisas que não fazem mais parte da nossa realidade, que não são mais a nossa prioridade, mas que ainda assim nos tornam invisíveis perante o mundo de maneira geral.

Assista Uncoupled na Netflix.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: