Breve linha do tempo das 13 vezes que a Disney apresentou um “primeiro personagem gay”

É, parece piada, mas a Disney vem tendo “primeiros personagens gays” há anos em suas produções.

Embora eles sejam sempre anunciados como o primeiro, desde Zootopia casais e personagens LGBT vêm aparecendo. Muitas vezes por segundos, é verdade, e se você piscar não vê. Mas não dá pra dizer que eles não estão lá.

Depois da polêmica envolvendo o CEO da Disney Bob Chapek e suas contribuições financeiras para uma lei anti-gay da Flórida e de diversos funcionários da Disney e da Pixar afirmando que cenas de afeto homoafetivo vêm sendo censuradas nos filmes e animações do estúdio, ficamos sabendo esta semana que um beijo entre duas mulheres foi restaurado em Lightyear, que estreia em junho.

Sem contar, claro, o “casal gay” que aparece em Red: Crescer é uma Fera, por alguns segundos, no fundo da cena e praticamente camuflado da mesma cor do muro.

Red ainda tem outro problema com relação a personagem LGBT: Tyler, um bully da escola, e no final do filme é revelado que ele é fã da boyband e apaixonado por um dos integrantes. De certa forma, o filme “justifica” o comportamento violento dele por esconder o fato de que é gay.

LEIA NOSSA RESENHA DE RED: CRESCER É UMA FERA

Então vamos relembrar uma pequena linha do tempo de todas estas “primeiras vezes” com personagem LGBT em produções da Disney:

Primeiro casal gay: Bucky e Pronk Oryx-Antlerson em ‘Zootopia‘ (2016)

O público sequer notou, mas Zootopia trouxe o primeiro casal da gay Disney. O fato só foi descoberto anos depois quando se percebeu que os dois antílopes vizinhos de Judy estavam creditados como Bucky e Pronk Oryx-Antlerson.

Primeiro casal lésbico em um filme da Pixar em Procurando Dory (2016)

Em 2016 um casal de mulheres aparecia em Procurando Dory por menos de três segundos, mas foi considerado um feito e tanto.

Primeiro personagem gay em um live action da Disney: LeFou em A Bela e a Fera (2017)

LEIA MAIS

#listadefilmes – 10 filmes para conhecer o elenco de ‘A Bela e a Fera’

Quando A Bela e a Fera foi lançado, a Disney anunciou que o filme teria seu “primeiro personagem gay”. Porém, além dos trejeitos e uma ou outra fala que poderia ser vista como algo “gay”, o único momento real foram alguns segundos em que LeFou dança com outro homem em uma cena de baile. Esperava-se que a sexualidade do personagem fosse abordada na série mas ela foi engavetada pela Disney.

Primeiro herói bissexual no MCU: Valquíria em Thor: Ragnarok (2019)

Nada foi confirmado em cena, mas a atriz Tessa Thompson (bissexual) confirmou que a personagem também era bissexual. Espera-se que em Thor: Amor e Trovão a sexualidade de Valquíria seja mais explorada.

Primeiro personagem gay no MCU: “homem de luto” em Vingadores: Ultimato (2019)

LEIA MAIS

As semelhanças entre ‘Toy Story 4’ e ‘Vingadores: Ultimato’ e Woody e Capitão América

Explicando ‘Vingadores: Ultimato’ e a Teoria Buzz Lightyear (COM SPOILERS)

Oito acertos – e um erro – de Vingadores: Ultimato (COM SPOILERS)

A Disney e a Marvel anunciaram em 2019 o primeiro personagem abertamente gay no MCU e, ao contrário de um super-herói, ele acabou sendo um personagem secundário que sequer tinha nome (creditado como “homem de luto”) que aparecia em uma única cena interpretado pelo co-diretor (hétero) do filme Joe Russo, que contava sobre um encontro com outro homem.

Primeiro casal lésbico de cor em um filme da Pixar em Toy Story 4 (2019)

LEIA NOSSA RESENHA DE TOY STORY 4

O quarto filme da franquia Toy Story trazia uma criança com suas duas mães por um breve momento. Embora ele fosse somente de segundos, gerou protestos de grupos religiosos.

Primeiro beijo entre pessoas do mesmo gênero em Star Wars: Larma D’Acy e Wrobie Tyce em A Ascensão Skywalker (2019)

LEIA MAIS

Resenha do site – Star Wars: A Ascensão Skywalker

Rey pode ter sim sangue Skywalker no fim das contas

O primeiro trailer da série de Obi-Wan Kenobi está entre nós

15 filmes e sagas de fantasia e aventura pra escapar da realidade e se divertir

Qual é a melhor ordem para assistir Star Wars?

Foram necessários nove filmes e mais de 40 anos para um beijo gay acontecer em Star Wars. E foi outro momento alardeado pela Disney e que se você piscar, perde. O beijo entre duas pilotos da resistência comemorando a vitória é mostrado por um segundo.

Primeira personagem lésbica em um filme da Pixar: Specter em Dois Irmãos (2020)

Quando Dois Irmãos foi lançado a Disney anunciou a humorista e atriz Lena White como uma guarda ciclope que fala de sua esposa. Resultou em um personagem com poucas falas, que diz a que veio e desaparece.

Primeiro grande personagem gay entre os protagonistas: McGregor em Jungle Cruise (2021)

LEIA MAIS

10 filmes para quem gostou de ‘Jungle Cruise’ + o que achamos do filme

10 curiosidades sobre ‘Jungle Cruise’

McGregor estava programado para ser o primeiro co-protagonista gay em uma grande produção da Disney em Jungle Cruise, que estrearia em 2019. Com a pandemia e os adiamentos, o personagem acabou ganhando menos projeção. No entanto, seu “grande momento gay” no filme é falar que seus interesses “estavam em outro lugar”.

Primeiro super-herói gay no MCU: Phastos em Eternos (2021)

LEIA NOSSA RESENHA DE ETERNOS

O primeiro super-herói gay casado no MCU foi apresentado em Eternos. Tudo bem, foram necessários só 13 anos e 24 filmes pra que a gente visse um super-herói protagonista gay beijando alguém do mesmo gênero em uma cena principal num filme da Marvel.

Primeiro grande personagem gay entre os protagonistas (de novo): Artie em Cruella (2021)

LEIA MAIS

10 curiosidades sobre ‘Cruella’ + o que achamos do filme

‘Cruella 2’ vem aí: Emma Stone confirma participação na sequência

Artie foi um dos personagens anunciado como um dos grandes entre os protagonistas, depois de LeFou e McGregor. Mas os fãs ainda sentiram falta de representatividade e projeção do personagem na história.

Primeira heroína lésbica no MCU: America Chavez em Doutor Estranho No Multiverso da Loucura (2022)

Em 2022 o MCU irá trazer sua primeira heroína lésbica. Ainda não se sabe muito sobre a personagem e o nível da representatividade em cena.

Primeiro beijo gay em um filme da Pixar: Hawthorne em Lightyear (2022)

Depois das polêmicas a Disney restaurou o beijo entre duas mulheres em Lightyear. Pelo menos esperamos que não seja um daqueles momentos de dois segundos que se a gente piscar perde.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: